jo

Testemunho do Poder de Deus

Deixo o testemunho de um grande livramento que o Senhor me deu juntamente com o Pr. Fabiano Ferreira, na rodovia Rio-Magé, em 09 de outubro de 2000, às 00:30 h.

O fato ocorreu quando estávamos regressando de Teresópolis de uma abençoada visita à Igreja do Pr. Moisés Esteves. Eu estava assentado ao lado do Pr. Fabiano enquanto ele dirigia o seu carro, um Gol geração III; no banco de trás estavam: a sua esposa, a irmã Maria Antônia, seu filho Jason e a minha filha Esther. Na rodovia Rio-Magé, se emparelhou ao nosso carro, um Kadet com dois elementos armados. O carona bateu no vidro do nosso carro com o revólver fazendo sinal para que parássemos. Ao percebermos o assalto comecei a clamar pelo “poder do sangue de Jesus”. Quando os ladrões viram que não fora atendida a ordem de parar, eles se colocaram bem ao nosso lado e, mirando em direção da cabeça do Pr. Fabiano, efetuaram o primeiro disparo à queima roupa. No momento, pensei que o disparo o tinha matado e também me atingido, porém percebi que o projétil não havia nos ferido. Em seguida, ao ver que o primeiro disparo não nos atingira, o carona do Kadet disparou várias vezes em nossa direção, a poucos metros de distância. Literalmente, a minha filha Esther via quando o foguinho dos disparos vinha em nossa direção, porém o Senhor enviou uma barragem de anjos e nada nos atingia. Glória a Deus!

O carona chegou a colocar o corpo para fora do carro para melhorar a pontaria, usando as duas mãos, mas se surpreendia, pois nada nos atingia. O motorista do Kadet ao ver que seu amigo não conseguia nos atingir, sacou a sua arma e começou também a atirar sobre nós, mas sem sucesso.

Quando viram que não nos conseguiam atingir bateram com violência no lado esquerdo do nosso carro. O carro rodopiou na pista, pensei que iria capotar, porém a mão do Senhor estava sobre nós e não permitiu que o nosso carro capotasse e nem batesse na mureta do acostamento. Em todo esse trajeto, nós cinco, a uma voz, clamávamos pelo “Poder do sangue de Jesus”, pois só o Senhor que poderia nos valer numa hora de tanta aflição.

Os elementos, furiosos, pararam a uns 8 metros de distância e vieram em nossa direção. Eles se aproximaram e os dois pararam a um metro do nosso carro e apontaram as suas armas em nossa direção. Continuávamos a clamar pelo “poder do sangue de Jesus. O Pr. Fabiano abriu o vidro do carro e clamou: Há poder no sangue de Jesus! ”Os ladrões ficaram por uns vinte segundos parados e começaram a ficar tontos, não entendiam nada, pois nenhum dano havia ocorrido conosco e nem com o nosso veículo. Nós estávamos entendendo tudo: o Senhor estava com as milícias dos seus anjos nos guardando de todo o mal. Todos nós continuávamos a clamar a uma só voz: Há poder no sangue de Jesus!. Foi então que a vitória se consumou. Um dos bandidos disse para o outro: “Vamos embora!”. Correram em direção ao Kadet e, apavorados, saíram em disparada. O Senhor nos deu um grande livramento, passou juntinho de nós nesse vale tenebroso, pois nenhum tiro nos atingiu e tampouco furou o nosso carro. A Deus seja a glória para sempre! Amém.

Posts Relacionados:

  1. Uns comem alimento sólido e outros não
  2. Do leite ao alimento sólido: O amadurecimento do cristão na fé
  3. Restauração não é uma denominação

Envie para um amigo





Envie para um amigo