jo

O Batismo no Espírito Santo

O batismo no Espírito Santo é antes de tudo uma promessa de Deus Pai, como declarou o Senhor Jesus Cristo: Eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai. Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestido de poder, Lucas 24:49. João, o Batista declarou enfaticamente: Eu, em verdade, vos batizo com água para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar, ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo, Mateus 3:11; Marcos 1:8; Lucas 3:16 e João 1:33 lemos: Eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse (Jesus) é o que batiza com o Espírito Santo. É clara a distinção do batismo com água para o arrependimento e do batismo  com o Espírito Santo, no dizer do Batista. O batismo com água é ministrado pelo homem. O batismo no Espírito Santo é ministrado exclusivamente pelo Senhor Jesus, aos salvos. A Salvação e o Batismo no Espírito Santo são dois fatos distintos e diversos na vida do crente. Às vezes ocorrem concomitantemente, na maioria dos casos, não. Saulo foi convertido no Caminho de Damasco, quando humildemente declarou: Senhor, que queres que faça?, Atos 9:6. No Espírito Santo foi ele batizado quando da imposição das mãos de Ananias, Atos 9:17, quando se expressou: Irmão Saulo o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. Dia diferente, lugar diferente, circunstância diferente do momento de sua salvação. Que era crente, vemos pela expressão de Ananias Irmão Saulo! O mesmo aconteceu com os discípulos do Senhor Jesus que já eram salvos, refiro-me aos apóstolos, seus nomes estavam escritos nos céus, segundo Lucas 10:20; em João 15:3 lemos que o Senhor Jesus disse-lhes: Vós já estais limpos pela palavra que tenho vos falado; eles conheciam a presença do Espírito com eles, segundo João 14:17 e em João 20:22, Jesus assoprando sobre eles, disse: Recebei o Espírito Santo; e, notem bem, não eram ainda batizados no Espírito Santo. Tudo isto, antes do Pentecostes. Pode-se ser crente sem ser batizado no Espírito Santo. A estes homens Jesus ordena positiva e categoricamente: Ficai na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder, Lucas 24:49. Atos 1:4 esclarece um pormenor importante: Não se ausentassem de Jerusalém, pois receberiam a virtude do Espírito Santo para serem testemunhas até aos confins da terra. Em Atos 8:12-17 lemos: Como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus, e do nome de Jesus Cristo, se batizavam, tanto homens como mulheres. Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a Palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João, os quais tendo descido oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo, porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus Cristo. Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo. Vejam bem: creram no Senhor Jesus Cristo; foram batizados por Filipe; depois da chegada de Pedro e João que lhes impuseram as mãos, foram batizados no Espírito Santo. Em Atos 19:1-6 lemos: E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores chegou a Éfeso; e achando ali alguns discípulos, disse-lhes: Recebestes vós o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhe então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo e os que ouviram (a João) foram batizados em nome do Senhor Jesus. E impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e  falavam línguas e profetizavam.

 

Muitas insinuações contrárias ao Batismo no Espírito Santo ficam respondidas com estas passagens. Há muitos que dizem que o batismo no Espírito Santo é por ocasião da conversão. Teimam em não crer numa segunda experiência. Outros afirmam que Pentecostes foi uma experiência única de derramamento do Espírito e que tal fato não mais se repete. Encontramos o mesmo fenômeno em Samaria, Atos 8:16-17; em Cesaréia, na casa de Cornélio, Atos 10:44; em Éfeso, Atos 19:6 o que vem comprovar a escritura de Atos 2:39 que diz: A promessa vos diz respeito a vós (judeus) a vossos filhos (filhos de judeus), e a todos os que estão longe (judeus distantes da pátria) a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar (gentio de qualquer país, raça, povo ou língua). A palavra do Senhor Jesus Cristo quanto a esta promessa cumpriu-se a primeira vez no dia de Pentecostes, conforme Atos 2:1-4 e depois em vários outros lugares e presentemente esta mesma bênção continua. Só não recebe o crente que não quer ou que neste batismo não crê. Pois, se vós sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?, disse Jesus, Lucas 11:13. Qualquer que pede, recebe, Lucas 11:10. Negar esta verdade, é negar a palavra de cristo, a Palavra de Deus, é apostatar da fé, o que muitos têm feito.

 

Enchei-vos do Espírito, Efésios 5:18 é a ordem para todo o seguidor do Senhor Jesus Cristo. Comece, hoje mesmo, a busca e verás o cumprimento da Palavra em tua própria vida.

 

O ataque à doutrina do Batismo no Espírito Santo é um dos mais negros capítulos da apostasia de desoladora, que grassa no meio do povo de Deus. Deus tem um encontro marcado com os líderes apostatados que adulteram a Sua Palavra, já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus, I Pedro 4:17.

 

A Restauração de tudo inclui a restauração da doutrina do Batismo no Espírito Santo em toda a sua plenitude.

  

Pr. Elmir Guimarães Maia

Envie para um amigo





Envie para um amigo