jo

Restauração não é uma denominação

(…) “E venham assim os Tempos do Refrigério pela presença do Senhor, e envie Ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado, o qual convém que o céu contenha até os Tempos da Restauração de Tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas desde o princípio. Amém”. Porque Moisés disse: – O Senhor, vosso Deus, levantará dentre vós, irmãos, um profeta semelhante a mim, e a Ele ouvireis em tudo quanto vos disser. E acontecerá que toda alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo.
Meu leitor, nós estamos diante de uma posição – quanto aos conhecimentos bíblicos – falando à respeito de Restauração.
Muitas pessoas, às vezes, não entendem quando nós falamos sobre Restauração e acham que nós estamos falando de um rótulo, de uma denominação. Mas nós não estamos falando de um rótulo, nós estamos falando de uma mensagem abençoada do Senhor, contida e exarada nas Escrituras Sagradas.
O que é Restauração? Restauração é o conserto de alguma coisa que está fora da posição. Restauração é você pegar uma coisa que não está funcionando 100% bem e fazer um conserto nela para que ela passe a funcionar 100% normalmente.
E quando nós estamos falando sobre Restauração nós não estamos dizendo: – É a Igreja daquele povo que usa o véu? – É a Igreja onde aquele povo pratica o Lava-pés, a Santa Ceia?
Não. Nós estamos falando de uma mensagem que está contida na minha Bíblia, na sua Bíblia, meu amado irmão. Você que é Pastor, na sua Bíblia; na do Evangelista, Diácono ou Obreiro da Igreja. E você pode analisar no Livro de Atos, capítulo 3, a partir do versículo 19; e também no capítulo 13, versículo 41. Isaías, vai observar também, o profeta falou sobre Restauração; o profeta Habacuque também falou sobre Restauração.
O que é Restauração?
Um concerto de Deus na vida do homem.
Deus sempre quis o homem numa posição totalmente separada deste mundo. – E como o homem vai viver uma vida separada deste mundo se ele está aqui no mundo?
Você vivendo uma vida regrada com a Palavra do Senhor, com obediência as Escrituras Sagradas…
Todavia, você pode até dizer: – Mas o meu pastor não disse que isso tem problema fazer, o meu pastor não disse que aquilo tem problema fazer.
Restauração não é uma invenção das Igrejas na Obra da Restauração, é uma mensagem da Bíblia para o nosso coração.
Deus nos chama para um concerto. Deus chama as suas ovelhas para realmente trilharem um caminho reto. – E como trilhar um caminho reto? Entrando pela Palavra do Senhor. Passando a observar os mandamentos de Deus.
Quando nós olhamos para aquele jovem que seguia a Jesus Cristo, que lhe pergunta: – Tens observado os mandamentos? E ele disse: – Sim, Senhor, eu observo todos os teus mandamentos desde a minha mocidade. E o Senhor vira para aquele jovem e diz: – Te falta ainda uma coisa: Vai vende tudo o que tens, reparte com os pobres e terás uma vida muito mais abençoada. E ele se entristeceu e abandonou a Jesus Cristo.
Muitas das vezes, o homem, por uma questão doutrinária, por uma questão que é pregada na Igreja para que ele viva uma posição de vida diferente do que está se fazendo aí fora, ele acha que o Pastor está corrigindo demais. Ele acha que aquele obreiro está querendo colocar sobre ele carga a qual não convém.
Mas não é uma carga. Diz o Senhor Jesus Cristo que os mandamentos do Senhor não são pesados. Os mandamentos de Deus, a Lei do Senhor não é pesada.
Ora, se quando nós pegamos a Bíblia e falamos para as pessoas que nós cremos numa Bíblia que contém sessenta e seis livros, o livro de Atos está incluído nos sessenta e seis livros, meu prezado leitor. E é preciso que você pare para analisar essas coisas.
Quando a Bíblia fala a respeito do Lava-Pés, uma cerimônia preciosa que é celebrada nas Igrejas em Obra de Restauração, ali nós pegamos o verdadeiro pão asmo, o vinho puro extraído da uva, fazemos aquele memorial perante o Senhor e ali nós completamos com o Lava-Pés… – Ah! Pastor! Mas de maneira nenhuma eu vou fazer isso, não. – Eu vou abaixar na frente do meu irmão e lavar os pés dele! – Eu de forma alguma vou fazer isso!
Jesus disse no livro de João: “- Se eu não te lavar os pés não tens parte comigo“.
Pedro estava recalcitrando: “- Não, Senhor, o Senhor lavar os meus pés? De forma alguma o Senhor vai fazer isso. E o Senhor virou e disse para ele: – Olha, Pedro, se eu não te lavar não tens parte comigo“.
Meu amado leitor, é a verdade prática da Bíblia sem distorção, sem mover nem para a direita nem para a esquerda. Nós estamos aqui falando de uma Bíblia que é realmente completa. Por isso, Deus tem pressa em realizar a sua Obra.
Não importa aonde você está, não importa a igreja da qual você faz parte como membro; o que importa é que você passe a obedecer as Escrituras Sagradas e se voltar realmente para ela.

Nós não estamos falando sobre Velho Testamento. O Velho Testamento para nós é figurativo. Mas nós estamos falando sobre Novo Testamento. Se a Bíblia contém sessenta e seis livros, o livro de Atos é um desses sessenta e seis livros.
Então, nós estamos lendo aqui: “Até os Tempos da Restauração de Tudo”. – Aonde nós encontramos o Lava-Pés? Nós encontramos o Lava-Pés escrito no Evangelho de João, capítulo treze. Está no Novo Testamento, não está no Velho Testamento. Isso é a nova aliança de Deus com a sua Igreja.
Quando nós falamos do véu para a varoa orar e profetizar nós não estamos falando lá em Gênesis. Está escrito em Gênesis, mas nós estamos falando em I Coríntios, capítulo 11.
Meu amado leitor, a verdade liberta. Jesus disse que se nós realmente crêssemos na verdade a verdade é poderosa para nos libertar.
Por isso, nós estamos vivendo o tempo da Restauração de Tudo. – Restauração de Tudo? Como? – Como um título também?
Não. Restauração de tudo como uma verdadeira prática na vida da Igreja.
E é preciso, meu amado leitor, que você se desperte porque a nossa intenção aqui não é te afrontar. Muito pelo contrário. É despertar você a ter uma prática de vida espiritual abençoada “Até os Tempos da Restauração de Tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus santos profetas desde o princípio”. Portanto, quando você estiver participando da Santa Ceia na Igreja na qual você congrega – estou mandando para você um despertamento – seria importantíssimo se você estivesse ali comendo o pão asmo.Quando você completa esta Santa Ceia com o pão asmo, com o vinho extraído da uva… Não é você chegar lá no supermercado e comprar um garrafão de vinho e levar para a Igreja para entregar às ovelhas do Senhor Jesus Cristo, porque a mesa do Senhor é sem contaminação.
Pois assim acontecia com os reis do passado: os faraós comiam e bebiam das melhores bebidas. E, se você for analisar lá no livro de Gênesis, você vai observar também essa importância, quando aquele copeiro foi restituído ao cargo. Ele pegava ali, naquela revelação, aquelas uvas, as espremia e colocava aquele suco no copo e levava para entregar ao rei. Nós não estamos servindo a Faraó, mas estamos servindo a um Deus superior a Faraó milhões e milhões de vezes. Porque nós estamos servindo ao Rei dos Reis. O Rei Todo Poderoso, que tem autoridade para comandar todo o universo da terra.
Por isso, meu amado leitor, quando se falar aos seus ouvidos: “Restauração”, não tenha isso apenas como um rótulo de uma denominação, mas tenha como uma prática doutrinária da Bíblia Sagrada “até os Tempos da Restauração de Tudo, dos quais Deus falou pela boca de Todos os seus santos profetas desde o princípio”.
Porque Moisés disse: – O Senhor, vosso Deus, levantará dentre vós, irmãos, um profeta semelhante a mim, a ele ouvireis em tudo quanto vos disser, e acontecerá que toda alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo.
Prestou atenção, meu amado leitor? Toda alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo. – E quem é esse profeta nos nossos dias? É a Palavra de Deus, é a Palavra de Jesus Cristo para nós. E nós precisamos atentar para isso. Você, meu amado leitor, é convidado para atentar para a Palavra de Deus, porque é ela que conduz o homem aos céus.
Costumam dizer por aí que todo caminho dá na venda. Todo caminho pode dar na venda, como diziam os antigos, mas, para os céus… só um caminho dá nos céus. É o caminho de Jesus Cristo. E se não entrar pelo caminho de Jesus Cristo não conseguirá chegar lá.
Para chegar aos céus só através de Jesus Cristo.
Meu amado leitor, medite nesse texto, desde a introdução até o desfecho, com esta mensagem falando sobre os Tempos de Restauração. Porque Deus tem pressa em operar realmente poderosamente na vida da sua Igreja.

Posts Relacionados:

  1. Uns comem alimento sólido e outros não
  2. A preocupação de Paulo acerca do estado da Igreja

Envie para um amigo





Envie para um amigo