jo

Do leite ao alimento sólido: O amadurecimento do cristão na fé

Quando uma pessoa chega à presença de Deus, e se propõe a obedecê-LO de forma completa, demonstra que a semente da Palavra foi enraizada em seu coração.

Não é suficiente, porém, estar junto aos irmãos de mesma fé no plano material e no plano espiritual não estarem em unidade, professando as mesmas tradições e doutrinas.

A partir do momento em que nasce o desejo de fazer a diferença busca-se enfatizar o desenvolvimento que se tem nos caminhos do Senhor, seja por meio de palavras seja por meio de obras.

Tal processo de desenvolvimento ou crescimento é notado pelos outros (os “de fora”) através dos frutos. A fortaleza interior é externada no corpo carnal e nas decisões favoráveis ao querer de Deus.

Em se tratando do amadurecimento, ele é uma realidade quando o crescimento se dá de maneira consciente e quando há a convicção de tudo o que se prega e vive.

Nesse tipo de fenômeno comportamental e mental há manifestações ajuizadas de pensamento praticamente a todo o tempo, e não se deixa margem para dúvidas acerca da conquista da “maioridade” no Evangelho. Isto é, equivale ao mesmo que galgar os degraus do nível superior no conhecimento da Verdade e da graça infalível de Deus.

Portanto, cresçamos e amadureçamos diante do Senhor. Não sejamos como meninos¹, agindo como quem desconhece que são os nutrientes fortes em vitaminas (alimentos sólidos) que hão de alimentar-nos, robustecer-nos e vivificar-nos nas veredas do Altíssimo.

_______________________

¹ “Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.” (Hb 5.12) [grifo nosso]

Posts Relacionados:

  1. Uns comem alimento sólido e outros não
  2. Restauração não é uma denominação
  3. A preocupação de Paulo acerca do estado da Igreja

Envie para um amigo





Envie para um amigo