jo

A beleza do Evangelho acompanha os que creem

O que fazer para que o servir ao Senhor Jesus signifique regozijo, júbilo, alegria, encanto? – Preocupar-se em agradar ao Senhor com zelo; cultivar uma vida de fidelidade à sua Palavra; buscar a autoridade e a unção do Senhor para si; viver em oposição ao sistema do mundo, separando-se para Deus.

É fato que os homens nos dias atuais estão vivendo em desespero, segundo as ideologias humanas – que deturpam o querer de Cristo para o seu povo e extinguem o ânimo dos seus seguidores. São as vãs filosofias propagadas por aí que têm minado a certeza dos crentes na presença de Deus e feito com que fiquem alienados quando, na verdade, deveriam estar totalmente despertos, vigilantes quanto às más influências, que visam unicamente desviar o homem dos passos de Deus, matando-o espiritualmente.

Porém, em meio a toda esta confusão reinante na sociedade, Deus tem um projeto para a sua Igreja recuperar a sua identidade. Esse projeto corresponde a um retorno ao santo e reto caminho do Senhor a tal como ele era no modelo neotestamentário. E esse projeto é um escape para os fiéis na terra, é o diferencial para todo o trabalho dedicado a Deus – e que é mais uma prova de que Ele não nos deixa só. Deus sabia que haveria a mundanização da Igreja e o barateamento do Evangelho, que hoje lamentavelmente vemos, e nos deixou uma alternativa para quem tem compromisso com sua verdade: Restauração.

Portanto, defender e viver a causa do Evangelho com integridade requer do crente o reconhecimento de que a superficialidade e o destemor têm imperado em todos os lugares, e que a maneira de não se permitir contaminar por esse vírus é estando revestido da proteção divina, ou seja, vacinado contra qualquer força contrária aos desígnios de Deus. É preciso ainda compreender que uma vida produtiva e completa na Obra de Deus deve ser o ideal do cristão.

Todavia, esse ideal só é alcançado se houver uma valorização do que é importante para Deus, que é o que acontece quando se ama os seus Estatutos, quando há entusiasmo e garra para servi-LO, e quando o adorá-LO de acordo com os parâmetros bíblicos é tido como belo, como algo de que se tem orgulho, e não como algo de que se tem vergonha.

É desta forma e somente desta forma que podemos refletir o brilho do Espírito Santo em nossas vidas, porque a fé e a prática estarão sendo exercitadas conjuntamente, harmoniosamente, produzindo efeitos inestimáveis não só para o cristão em si, mas para a missão da Igreja no mundo.

Deixo, então, uma última pergunta:

– Que importância você tem dado à beleza do Evangelho na tua vida?

Posts Relacionados:

  1. O crente obedece a Cristo por amor
  2. O Senhor quer ver o Seu povo propagando a Sua Obra
  3. É difícil compreender a voz do Senhor?
  4. Do leite ao alimento sólido: O amadurecimento do cristão na fé
  5. Restauração não é uma denominação
  6. Uns comem alimento sólido e outros não
  7. A preocupação de Paulo acerca do estado da Igreja
  8. O que precisa ser mudado na Escola Bíblica para que ela seja de fato Bíblica?
  9. O Peso da Glória
  10. O Verdadeiro Pacto

Envie para um amigo





Envie para um amigo